Ações para a sustentabilidade global

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-Moon lançou, em 2012, uma iniciativa chamada de Rede de Soluções para o Desenvolvimento Sustentável (SDSN) da ONU. O objetivo dessa iniciativa é mobilizar as sociedades humanas diante dos desafios do desenvolvimento sustentável. Para liderar essa ação foi chamado o professor Jeffrey Sachs, diretor do Instituto da Terra, da Universidade de Columbia, nos Estados Unidos. O Professor Sachs convocou um pequeno grupo de especialistas para apoiá-lo nessa tarefa. Tive a honra de ser convidado para liderar os trabalhos relacionados com florestas na escala global.

Um dos primeiros resultados da SDSN foi elaborar uma proposta de Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, que deverão substituir os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM). Esse documento, que esteve em consulta pública global até 22 de maio, será apresentado aos presidentes dos países membros da ONU, na Assembleia Geral anual, em setembro de 2013. A elaboração dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável foi uma das principais resoluções da Cúpula da Rio+20, parte do documento O Futuro que Queremos.

O trabalho da SDSN baseia-se na visão de desenvolvimento sustentável como um conceito holístico englobado pelas quatro dimensões da sustentabilidade: desenvolvimento econômico (incluindo o fim da extrema pobreza), inclusão social, sustentabilidade ambiental e boa governança. As sociedades devem buscar o alcance de todas as quatro dimensões. Falhas em uma das áreas, tal como sustentabilidade ambiental, podem afetar profundamente o progresso das outras, como a erradicação da pobreza.

O mundo mudou profundamente desde 2000, quando os ODM foram adotados. Quatro mudanças principais farão com que o próximo período de 15 anos, 2015-2030, seja diferente do período 2000-2015. Primeiro, o aumento drástico do impacto humano sobre o Planeta. Agora com uma população mundial em 7,2 bilhões e um PIB anual próximo dos 90 trilhões de dólares, a economia global, usando as tecnologias de hoje, já está excedendo muitos dos “limites planetários”[1] da Terra. Muitos dos ecossistemas-chave, que são essenciais para o bem-estar humano e social, estão sendo ameaçados ou destruídos.

“A mudança climática não é mais uma ameaça do futuro, mas uma dura realidade corrente: as temperaturas globais estão subindo, eventos climáticos extremos estão se tornando comuns e os oceanos estão se acidificando.”

Virgílio Viana

Segundo, as mudanças tecnológicas rápidas, particularmente em tecnologias da informação e comunicação. Novas tecnologias também oferecem tremendas oportunidades na oferta de serviços públicos, incluindo saúde, educação e infraestrutura básica para mais pessoas a um custo mais baixo.  Terceiro, o aumento da desigualdade. A desigualdade e a exclusão sociais estão sendo ampliadas em muitos países ricos e pobres, sem distinção, como parte do resultado de uma rápida mudança e da globalização. Quarto, a crescente complexidade da capacidade de governar. Na era da globalização, a governança dentro e entre os países está se tornando mais difusa e complexa.  As revoluções na informação e comunicação estão levando a um processo de transparência sem precedentes, em todos os países.

A proposta de Objetivos do Desenvolvimento Sustentável em elaboração pelo SDSN tem também o objetivo de organizar o debate. Quais devem ser as prioridades das sociedades humanas no período de 2015 a 2030? Versões atualizadas podem ser acessadas livremente na internet (inclusive uma em português) e comentários enviados por email. É importante que governos, instituições de pesquisa, empresas e sociedade civil se envolvam ativamente nesse processo.


[1] Limites planetários definem o espaço seguro de operação para a humanidade dentro do sistema da Terra ao longo de nove dimensões: emissão de gases do efeito estufa, cargas de nitrogênio e fósforo, camada de ozônio, poluição química, uso de água doce, acidificação do oceano, mudança de uso da terra, carga de aerossol e perda da biodiversidade.

Artigo publicado no jornal Diário do Amazonas, em 30 de maio de 2013

Foto: Caio Palazzo

Anúncios

Vamos debater este assunto?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s